Marcelo Neves

Marcelo Neves

É um jovem e promissor talento no mundo das artes. Sua sensibilidade ao observar a anatomia humana, a forma dos objetos e a sua ocupação no espaço, fez com que ele desenvolvesse esculturas exuberantes. A anatomia surpreendente, os volumes impressionantes e a leveza dos gestos, tudo muito sutil, faz como se a vida ali existisse com graça e beleza. 
Nas figuras magras se tem as linhas alongadas e esguias. Marcelo nas suas peças substância os volumes, tudo proporcional, de forma a evidenciar as dobras da pele e as protuberâncias características da anatomia, sem parecer um corpo exagerado.

A matéria é o bronze; a elaboração parte de seus desenhos a carvão e evoluem para seu manuseio com a argila onde a figura toma suas formas. Todos os cuidados são importantes até a finalização com a fundição e os acabamentos das texturas e pátinas. O resultado é maravilhoso. As personagens são figuras gordas que dançam ou um tango argentino ou um frevo. Outras praticam esportes com bambolê, fitas ou pulando corda. Tudo com leveza e graciosidade. Seu "São Francisco" também é gordo, contrariando a figura magra do santo. A escultura "Pensando em ti" é uma releitura do Pensador de Rodin, com a dúvida: comer ou não comer? Assim, ele nos surpreende com obras divertidas e inteligentes, dando-lhes expressões marcantes e vida própria.

Marcelo Neves teve influências marcantes na sua formação: uma foi a Virgem de Willendorf, uma estatueta com 11,1cm de altura, representando estilisticamente uma mulher gorda, descoberta no sítio arqueológico do paleolítico situado perto de Willendorf, na Áustria, em 1908. Estima-se que tenha sido esculpida entre 22 e 24 mil anos atrás. Outra foi Botero, artista colombiano, famoso por seus personagens gordos pintados ou esculpidos e expostos em todo o mundo. Os animais e os objetos volumosos também o inspiram. O resultado é uma incrível beleza e harmonia, a espiritualidade transborda num prazer mágico, lúdico e de grande humor. 

 

Obras

DESTAQUES DO ARTISTA