Oscar Boeira

Oscar Boeira

 

 

OSCAR BOEIRA

Oscar Boeira, pintor, desenhista e professor.
Porto Alegre, RS - 1883
Porto Alegre, RS - 1943

Boeira fez sua formação na Academia Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, tendo como mestres Eliseu Visconti e Rodolfo Amoêdo. Por convite de Libindo Ferrás, lecionou no então Instituto de Belas Artes do Rio Grande do Sul de 1914 a 1917, onde atuou com grande dedicação, trabalhando inclusive sem remuneração por longo período. Também ministrava cursos particulares em seu ateliê. Participou da Exposição do Centenário Farroupilha (1935) e recebeu medalha de bronze no I Salão do Instituto de Belas Artes do RS (1939).
Em vida, não realizou exposições individuais, mas foi homenageado com retrospectivas organizadas pela Associação Rio-grandense de Artes Plásticas Francisco Lisboa em 1953, e pela Caixa Econômica Federal, através do projeto Resgatando a Memória, em 1997, ambas em Porto Alegre. Considerado “intérprete da paisagem e da figura, Boeira conservou inúmeras ‘manchas’ cheias de sol, ar e vida. Os céus são luminosos, admiráveis em sua atmosfera. Deixou também desenhos a carvão, com toques de giz, de técnica deliciosa e minuciosa. Nos últimos anos, sua arte tomou aspecto acentuadamente sensual”.
Assim registra Tenisa Spinelli no catálogo da retrospectiva comemorativa Oscar Boeira 100 anos, MARGS, 1983, onde também encontra-se a enfática e respeitável crítica de Ângelo Guido no jornal Correio do Povo de 4 de outubro de 1943: “Se um marco divisório entre o academismo minucioso do mestre Pedro Weingärnter e a fase moderna da pintura no Rio Grande do Sul se pode indicar, esse acha-se na pintura de Oscar Boeira”. Sérgio da Costa Franca em Porto Alegre guia histórico, no verbete correspondente ao artista, menciona-o como “modesto e introvertido” e que ‘salientou-se muito menos do que a alta qualidade de sua arte realmente justificativa”.

*** Retirado de Wikipédia ***

Obras

DESTAQUES DO ARTISTA